A pele que define o ser

2020

Bronze

 

USD 481 | € 408

 

Técnica: Moldagem e fundição direta

Dedicado à população negra brasileira que já não basta a luta da vida, tem que lutar pela vida.

Uma “paleta”/conjuto de diferentes cores, corpos, sujeitos que sobrevivem e são densificados

por esse peso que não os pertencem, por julgamentos que não os cabem, por uma vida

obrigatoriamente de dor, dor por apenas ser.

Me perturba estar do "outro lado" e não saber o que fazer, não ter o compreendimento por não

estar nessa pele. E me questiono se o que produzo aqui, algo que realmente tenha algum valor

social ou se vai mudar a visão de alguém.

A partir de moldes de partes de corpos de pessoas negras que me relaciono de diferentes

culturas e classes sociais, os braceletes fazem reflexão as implicâncias intrínsecas em ter a

pele preta no meu país.

Os coloco sob pedestais, para homenagear aqueles que realmente merecem estar moldado no

bronze e colocado ao público para ser observado, estudado e lembrado.

Convido então X pessoas negras que conheço, e peço seus corpos e vozes emprestados em

uma tentativa enaltecer e equalizar essa etnia que se difere apenas por ser de cor diferente.

É um estudo que busca valorizar os corpos negros e também refletir meu próprio privilégio.

LUISA VELLUDO | Pulseira Angela

R$ 2.600,00Preço

    © 2023 by Name of Template. Proudly created with Wix.com

    GALERIA ALICE FLORIANO

    Rua Félix da Cunha 1181 | Porto Alegre | Brasil     galeriaalicefloriano@gmail.com  | +55 51 33775879